sexta-feira, 26 de dezembro de 2008

"Se você não brincar com a vida, a vida brigará com você."

Li esta frase - de Augusto Cury, diga-se de passagem - hoje, não sei se a interiorizei, mas sei que ela me fez bem. Soou para mim como um 2º lema de vida. O meu 1º é o famoso, mas dificilmente realizado, Carpe Diem. Estas palavras significam Aproveite o Dia. Acredito que este seja o meu lema de vida porque para mim não há nada que tenha tanta importancia quanto valorizar tudo que há ao seu redor, aproveitando cada pessoa, cada sorriso, cada lágrima, cada momento. Este possível 2º lema pode ser considerado apenas como uma continuação do 1º.
Apesar destes lemas sincronizados e organizados de acordo com as suas respectivas importâncias para mim, penso também em um lema para o mundo. Esclareço isso, para não ser considerada presunçosa logo no meu primeiro post.
Meu lema para o mundo é Busque Felicidade ou então All You Need Is Love, aparentemente não é tão diferente do meu próprio lema, o que o faz pensar na razão de serem dois lemas diferentes, um para mim e outro para o mundo. Mas quando é feita uma análise mais profunda das frases, é possível perceber que quando sugiro que as pessoas procurem pela felicidade e pelo amor, é provável que estas ainda não os tenham. Desta forma, não aproveitariam seus dias, como sugere o meu lema de vida.
Para mim, antes de tudo, as pessoas deviam buscar a real felicidade.Vejo a todo momento pessoas buscando uma felicidade imaginária, encontrada num shopping center e sugerida pela mídia. Todavia, depois de lutarem MUITO por esta "felicidade", ao encontrá-la, se sentem tão vazios quanto quando não a tinham. Em vez de pararem para pensar o que há de errado com este processo, acreditam que a mensagem subliminar possivelmente obtida pelo tal é que ainda não compraram toda a felicidade disponível. Entram então em um ciclo vicioso de compras e superficialidade. Entram neste mundo de um modo tão alienado que não enxergam nada mais do que dinheiro e compras. Tornam-se cegos. Enxergam apenas eles mesmos. Acabam aí os relacionamentos entre os seres humanos. Ninguém pensa em ninguém. Falta sensibilidade, amor e felicidade.

Um comentário:

Pah disse...

"...pessoas buscando uma felicidade imaginária, encontrada num shopping center..." ATÓRON DISOAJDSIAODAHSUI brinks. você escreve bem, nerdinha x3