sexta-feira, 16 de janeiro de 2009

Apresento para vocês...

Mais um instrumento meu de magia - que são muitos, diga-se de passagem - : o tão arejado avião. Este adjetivo (arejado) se encaixou na frase pelo fato do avião estar sempre no ar entendem? Bom, estou perdendo o foco. Apesar do fato de que esta constatação - o avião estar sempre no ar - faz parte de sua magia.

Eu adoro olhar para o céu: se está sol fico contemplando a intensidade do azul que se espalha por ele inteiro; se está chuvoso fico pensando em todas as coisas ruins que a chuva vai levar com ela, de forma que depois desta o céu esteja limpo e 'tranquilo'; se está nublado - volto à minha (não tão longe e talvez ainda presente) infância - e fico procurando nas nuvens formas. Mas sempre que o observo e que entro de forma tão significativa nele, me passa um avião. E é aí que a minha imaginação - muito aflorada, como você já deve ter percebido - muda de rumo.
Como um instrumento criado pelo próprio homem - que não tem a capacidade de voar, fato - voa e ainda leva consigo muitos homens? Homens diferentes: cada um com sua cultura, seu pensamento, sua imaginação, sua família, seu amor, sua vida. Todos estão no mesmo lugar e nem se conhecem. Como podem confiar em todos aqueles estranhos que estão aos seus lados? E ainda mais, confiam em um único homem que conduz toda aquela máquina. Eu sei que é um pouco - só um pouco, eu ressalto - de paranóia minha. Por isso, decido mudar o trajeto da minha reflexão.
Percorrem o infinito céu, sobre as nuvens, o que os fazem distantes daqueles que os veem com tanta facilidade lá de baixo, daqui da Terra. Lá de cima não se ve ninguém. Vemos apenas terra e mais terra e um pouco mais de terra. Os seres humanos são apenas simples pontinhos, alguns tão prepotentes acreditam tanto na sua importância e quando vistos lá de cima tem a mesma insignificancia de qualquer outro.
Além desta perspectiva, há mais uma, que sempre passa na minha cabeça e também a que mais me contagia. "Ah como eu queria estar nesse avião agora!" . Estranho, mas eu tenho uma vontade imensa de conhecer novos lugares, novas pessoas, novas línguas, novas tradições, novos pensamentos. Não que eu não me contente com este país lindo em que eu vivo. Independente de seus conflitos e contradições, é o meu país. E quero esclarecer - que diferente de muitas pessoas que conheço - tenho muito orgulho de ser brasileira. Mesmo assim, essa idéia não saí da minha cabeça quando eu vejo um avião , eu quero dar uma volta ao mundo! E quero distribuir muito amor e carinho por ele inteiro , ah como eu quero !

14 comentários:

Bárbara Fróis disse...

Ai, esse lance de amor é complicado. Devia ser tudo mais fácil né.
Eu também as vezes viajo olhando o céu, eu amo o céu e as estrelas!! Bejos

M a r i disse...

Hum...
Te desejo boa sorte, Cah!

Beeejs
;**

Izzie disse...

Cah, obrigado pelo comment, eu to hiiiper feliz mesmo.

Ah, eu adoro olhar o céu.. chega me perco. Vejo nuvens, imagino formas. Penso na imensidão.. penso na vida. Quanto aos avioes, tbm tenho muita vontade de conhecer o mundo inteiro!

bjos

Felipe disse...

de novo ta muito bom!
agora viro um vicio, entro no computador, e penso, sera que a ca coloco um post novo....e vo correndo ve, se ela coloco leio na hora, porque qualquer que seja o assunto, sempre é muito bem escrito e sempre me leva a pensa em assuntos que sao muito importantes(no sentido que devo refletir sobre ele, mas nunca parei para pensar)!enfim esse blog viro um vicio, mas um BOM vicio!
bjo ca

Flávia disse...

Eu quero uma volta ao mundo dessas também.

Se for, me chama?

Um beijo!

daniel disse...

Adorei o seu blog Carolina. Você escreve muito bem, deixando nitidamente impresso no seu texto tanto a sua inteligência quanto a sua sensibilidade.Você parece ter o raro talento de tornar o banal em algo belo. Parabéns!

Thaís A :) disse...

AH, CAH QUE LINDO *--*
Bem, você sabe, o que você mais vê aqui em casa é avoão, então quando quiser dar uma viajada é só vir para cá, HEHE.
Muito lindo o post, amei :)

E eu escrevi lá, AMÉM!

Uana Mahin disse...

texto lindo, gostei muito do seu blog.
beijo grande

João Rocha disse...

Gostei desta frase "...vistos lá de cima tem a mesma insignificancia de qualquer outro."

Bacanaaa

Isa disse...

Eu tenho uma brincadeira com algumas amigas minhas, que, nos momentos de tédio na aula, sempre que passa um avião, a gente imagina pra onde ele pode estar indo e como seria legal estar lá, o que a gente faria, o que vestiria, as pessoas que conheceria ..

É divertido.

Boa sorte na sua viagem mundial, hein? Eu também espero conhecer o mundo todo um dia, cada pedacinho dele ..

Abraços!

Caroline Ribeiro disse...

Olá!

Lndo seu texto. Pena que não pude compartilhar da mesma sensação porque nunca 'voei' de avião. =/

Passa lá e me diz o que achou:
http://caroolribeiroo.blogspot.com/

Beijão ;)

Mulherzinha Sim! disse...

Olá, passei para agradecer a visita ao blog. Volte sempre!


Beijos

Pedro disse...

Viajar, poucas coisas são melhores.

Detesto andar de avião, mas só lembro disso quando já estou com o cinto afivelado.

bjo

Milton Raulino disse...

Oi Carolina! Primeiramente gostaria de agradecer sua visita no meu blog. Hoje vim lhe retribuir a visita.
Gostei muito do seu texto. Imaginação é uma coisa com a qual não se pode viver sem. O que seria do homem se não tivesse a capacidade de criar e tornar sonhos realidades, não é mesmo? E o simples fato de ver um avião pode ser o início de grandes viajens!
Parabéns, seu texto é muito colorido e muito bonito! :)

Passarei por aqui mais vezes!
um beijo