quinta-feira, 15 de janeiro de 2009

Um post diferente, por você.

Uma criança com seus míseros dez anos, mas - como a maioria delas - carregada de prepotência e de uma suposta maturidade. Assim como todas as crianças de dez anos - e qualquer outro ser humano com ao menos um pouco de sensibilidade - tinha seu grupo. Um grupo de quatro garotas.
Todavia, diferentemente dos outros grupos, elas não eram todas iguais - não estou falando isso para dar todo aquele ar misterioso à história. Duas delas eram loucas por Nirvana, Avril Lavigne (a antiga, óbviamente), Green Day e Simple Plan. Enquanto as outras duas curtiam Britney Spears e bandas do gênero (esclarecendo que estou generalizando as bandas preferidas destas duas garotas por falta de memória e não por falta de consideração). Estas duas duplas - digamos que - refletiam seus gostos musicais em seus trajes e costumes. Mas todas estas diferenças não faziam diferença quando o objetivo era se divertir.
Grande parte da diversão delas era baseada em tirar a diversão dos outros, o que é um tanto quanto diabólico para crianças, mas também não fazia diferença. O importante era estarem juntas. E assim fizeram, por um ano cheio de surpresas e diferenças.
Quando este ano acabou, a dupla Britney Spears - referência lógica para vocês se lembrarem quem são, já que não estou citando nomes - saiu do colégio. Eu reconheço que uma saída de colégio não parece uma catástrofe quando a lemos, mas garanto para vocês que quando a vivenciamos é muito pior do que uma catástrofe. O mundo desabava e elas juravam amizade eterna e verdadeira.
Todavia, sabiam que todos os outros amigos juram coisas do gênero, mas nunca realmente as realizam.
E, como todos os outros grupos, perderam o contato. Aquele ano foi o ano delas, elas sabiam que nunca mais se veriam novamente.


Não, tudo isso foi só para dar um pouco mais de emoção à história.


A dupla Nirvana continuou no colégio e continuaram mais juntas do que qualquer par de gêmeos que nascem com a cabeça grudada. Mas, com o tempo foram aparecendo diferenças entre elas também. Isso não fazia diferença quando estavam juntas, seguindo este raciocinio, passavam todo o tempo juntas, desta forma não veriam suas diferenças. Com o tempo as diferenças começaram a tomar conta delas mesmas, o que gerou alguns conflitos. Mas mesmo assim, elas eram amigas para sempre - mas que coisa clichê, vou mudar de direção para ver se fica um pouco mais real.
No começo do ano sem a dupla Britney, não as viam muito. Mas com o tempo passaram a ver. Primeiramente, se encontravam as quatro. Depois, uma garota da dupla Britney se distanciou - devido à dificuldade que havia em se encontrarem.
Já as outras três, continuaram juntas. Mesmo com uma distante, continuavam compartilhando segredos e risadas, perdas e tristezas. Assim foi e sempre será, pelo menos para mim.

Eu amo vocês, muito.

Gente, foi meio dificil para mim fazer todo este post, porque hoje é aniversário de uma delas e tudo isso não se passou de uma homenagem. Todavia, não me considero uma garota muito boa em abrir meu coração para alguém. Então, espero que tenham gostado. E sejam, acima de tudo, sinceros nos comentários;

12 comentários:

Felipe disse...

nossa ca ta mto bom!!
vc escreve mto!!
se escreve-se so metade do q vc escreve tava feliz!!^^
mas serio ta mto bom e mto bonito!!

Bárbara Fróis disse...

Nossa eu adoreii! As vezes é complicado abrir o coração. Mas acho que você conseguiu colocar tudo o que queria nesse post, adorei! Bejos

biii. disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
biii. disse...

MEU, nao tinha como ser mais lindo.
no dia do MEU aniversário ler um negócio desses.
eu amo muito você, eu amo muito vocês.
obrigado por tudo, voce é foda.
te amo muito, bii! (:

Isa disse...

Eu sempre tive uma dupla, mas ela gosta de tudo e todos, então não conta :D

Você era da dupla britney ou da dupla nirvana?
Porque quando eu tinha dez anos - babe - eu gostava dos dois xD

Izzie disse...

Oie..

Primeiro, lindo post, bonito ter uma amizade assim, com diferenças mas que apesar disso se une!

Segundo, fiquei emocionada pq eu tbm tinha um quarteto.. e no caso, eu que me afastei pq mudei pra outra região do país. E a gente se fala muito pouco, por nao se encontrar on line. As outras tres se veem muito pouco, devido faculdade e afins. Ficou a saudade e as boas lembranças, mas eu as amarei pra sempre!

Liiindo post! bjos

Lizzie disse...

Lindíssima a homenagem. Quando você começou o post, pensei que estivesse começando um conto ou mesmo contando uma história. Mas foi incrível constatar que se trata de uma homenagem. Lindíssima!


Beijocas
www.lizziepohlmann.com

Anônimo disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blog.
Anônimo disse...

Como você é gay.
Mas até que eu gosto um pouquinho de você.
- Pah

João Rocha disse...

Bem bacana teu blog. Parabéns!Obrigado pelo seu elogio, gostaria de fazer as suas palavras as minhas, pois tive a mesma percepção em relação a você.

Até...

Milena Shoji. disse...

noossa, você realmente escreve muito bem!
poxa, linda homenagem. e a gente sabe, a vida é cheia de encontro e desencontros. a gente vive pra encontrar pessoas, e marcar a vida delas, se possível. tenho certeza que você marcou a delas :)
beijo.

Raquel disse...

Lindo post!

É triste como acabamos por perder contato depois que saímos da escola. Mas o bom é quando a gente se encontra e percebe que tem coisas que nunca mudam!
Há amizades que valem a pena!

Valeu pelo comentário lá no blog! Te adicionei aos blogs favoritos!