segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Welcome to Paradise!

Tá legal, já deve estar fazendo uma semana que não apareço por aqui. Mas, se eu fosse você, meu caro leitor, ficaria um pouco feliz por isso. Porque ISSO quer dizer que eu estou fazendo coisas e estou tão animada que esqueço de postar.
Enfim, tanto faz. O importante é que estou aqui, para contar o que tem acontecido.
Bom, até quarta feira da semana passada foi tudo SUPER normal: muitas aulas de muitas horas pelas manhãs. Poucas matérias. Aulas de teatro que não são de teatro, mas sim de um musical que estou começando a considerar estúpido por me tocar que realmente é um MUSICAL, onde as pessoas cantam e dançam, ao invés de ATUAR. E se torna estúpido na verdade, porque eu não gosto de cantar (mentira, gosto de cantar, mas as pessoas não gostam de me ouvir cantar, o que não é um bom sinal) e MUITO MENOS (aí não gosto mesmo) de dançar. Não acho que alguém pode me levar a sério com isso. Não estou falando nada pro mundo. Estou apenas dançando e cantando coreograficamente, e mostrando que não sei fazer nem um nem outro. E sinceramente, não tenho vontade de aprender. Não desse jeito.
Cantar talvez, mas, ACHO QUE NÃO..
Dançar? Não essas dancinhas.
É, acho que vou ter que sair do teatro. Depois de reler o que escrevi percebi que não estou totalmente satisfeita com o curso. Haha.
Ah, tem uma coisa que estou satisfeita naquela escola (Papi, isso é só um mini drama, sem preocupações, a escola é legalzinha, ensina inglês, como o desejável) - e que também me deixa satisfeita, muito, por sinal - .. O COOKIE DE CHOCOLATE! É maravilhoso, de verdade. Enfim, ando comendo um desses todos os dias. Gorda.
Todos os dias? Abaixo ilustração. Ainda não estou tão gorda, como vocês podem perceber. NÉ? Mas estou bem orelhuda..


E aproveitando para já mostrar uma foto do primeiro dia.. Acho que estou aproveitando para mostrar que minhas orelhas não estão tão mal assim, é uma questão de ângulo errado dessa foto. Ou não.



Tá, vamos para a parte mais legal agora.

Quinta: Coiso de boas-vindas para os alunos internacionais.
Eu fiquei suuper animada, porque até onde sabia, era na praia. E para mim, praia = calor. E para mim, praia = calor = pic nic de boas vindas. Agora, escrevendo isso, não vejo muito sentido. Mas, até eu descobrir que não era nada disso tudo estava se encaixando. A praia, era na verdade um ginásio. O calor nem podia ser cogitado (ok, não estava nada congelante, mas, não tava calor e pronto acabou). O pic nic era UMA GINGANA! Tá, não vou reclamar. Passou rápido. E depois, TCHÃ-NÃ.. FOMOS PRA PRAIA! E eu comprei Kit-Kat e fiquei comendo lá, então praticamente fiz um pic nic. Depois, voltando para o ginásio, tinha música. É, UMA BALADA! Tá legal, chega de caçoar Carolina. Na verdade foi bacana. Para enturmar os alunos e essas coisas. Eu não sou uma pessoa muito enturmada (ou seja, sou chata e antisocial), vocês sabem - eu acho. Mas, foi divertido. ah, falando em diversão e música e internacionais.. Tocaram algumas músicas diferentes, tipo, uma de cada país. E qual foi a do Brasil? Do-lhe 1, 2 e 3.. CRÉU! As meninas que escolheram. Na realidade porque até então as espanholas estavam meio que 'se destancando'. Aí as brasileiras quiseram mostrar.. a beleza do país? Não. Definitivamente não.Mas, é a vida né. Ok, só que como já disse, me diverti! Foi engraçado e tudo o mais. Em comemoração a minha ilusão de pic nic na praia vou mostrar uma foto na praia. E em comemoração ao 'me diverti!' também. Sei lá, pareço uma pessoa divertida na foto. Acho que é por isso. Ainda estou compensando a orelha talvez.



Thanks God It's FRIDAY!

Tive aulas chatas como de costume e.. FUI VIAJAR! Pra onde? De acordo com a Kim (host-mother) uma praia cheia, cheia de PEACE. Quando soube disso, não sei, comecei a achar que o lugar era um oásis. De tão calmo, tão belo. Porque essa cidade já é tudo isso. Já tem muita PEACE. Se para ela, lá tem peace. Mais peace. Ah, ela disse também que era um lugar de HIPPIES. O que me animou, como vocês já podem imaginar. Ok, mil expectativas. No carro? Muito chocolate, muita junk food, muito refrigerante. Gorda. Tá legal, pegamos a balsa e ENFIM VIAJAMOS: Welcome to Hornby Island!A tardezinha fomos comer uma pizza com ingredientes naturais, organicos.. Cheios de vida. Me deixaram cheia de vida também. Levamos a pizza para casa e ficamos comendo e vendo filme. Aí depois trocamos a pizza pelo maravilhoso e sensacional e imperdivel e inigualável e maravilhoso de novo e etc etc etc TIM TAM! É um chocolate, meu pai me trouxe da Australia, e eu me deliciei. Como se só pudesse comer aquilo de novo depois que alguém viajasse 36 horas até chegar na Austrália. MAS NÃO! Posso encontrá-lo no supermercado aqui NA CIDADE. Ok, influenciei toda a família (DETALHE: toda a família que foi né, que foram só as meninas, foi um final de semana de meninas), e no final estava todo mundo que nem eu pelo suculento TIM TAM.. Comi também um negócio que parecia paçoquinha. Depois de tudo isso.. E mais muita Coca. Fomos hibernar. Acordamos e por peso na consciencia fomos dar uma pequena volta. Bem pequena. Em uma praia bonita e legal (tipo o meu mini-mural, né Carla). A praia tinha uma coisa especial: pedras. Ou eu achei elas especiais. Tanto faz agora, o que importa é que para mim elas foram especiais. Cada uma com seu jeitinho. Esperando na beira da.. costa para serem molhadas. Uma por vez. Algumas, super longe do mar. Já tinham perdido a esperança. Já estavam rachando. Ajudei-as: trouxe comigo. Fomos então para uma lojinha hippie. Muito interessante, cheia de coisinhas bonitas, feitas a mão.. e caras. Chegou uma amiga da Kim, com a sua filha e com uma brasileira, que ainda não conhecia, apesar de ter vindo comigo: Catharina. Passamos a tarde comendo, conversando e vendo filmes. Fomos também para outra praia. Cheia de madeiras. E com.. vejam só: AREIA. Uma areia meio escura e cinza e enfim, era areia pelo menos. A noite chegou, e com ela uma chuva que parecia nunca terminar. Ótimo, agora vou ficar trancada dentro de uma casa de madeira só comendo e vendo filme sendo que tem toda uma ilha lá fora que está louca para ser observada. Quero sentí-la. Mas, até aí, só podia sentir gotas.

The sun is coming out for us!


O dia chegou, chegou vida, luz, um solzinho. Fiquei iluminada. Fizemos uma longa caminhada, que pareceu curta por causa da paisagem, da beleza, da vida que tinha. Do amor.

Uns passarinhos fizeram uma celebração da vida, justo em cima de nós. Eu estava celebrando a vida. Me sentia renovada.
Cada brisa, cada momento.
Era eu e a natureza. A natureza e eu.
Me sentia conectada.
Me sentia no mundo. E sentia o mundo em mim.
Voltamos para a casa. Com o pé doendo. Mas, com a alma pura.
Depois, fomos para uma feira. Onde conheci pessoas especiais.
Uma mulher, chamada Linda, viaja o mundo tirando fotos. E depois vende-as, mostrando o mundo para quem vive nele. Mostrando crianças carentes. Mostrando gente. Gente que pede o mundo com um olhar. Um olhar do mundo.
Mostrando um futuro. Uma esperança. Um pássaro da paz. Com todas as cores. Que traria a paz para o mundo. Que trará nos próximos dois anos. E por trás dele, o mundo. A beleza do mundo. A beleza daquela ilha. Me apaixonei por essa imagem.
Ela demonstra transformação, para um mundo melhor.
Ela demonstra Demian: "A ave sai do ovo. O ovo é o mundo. Quem quiser nascer tem que destruir um mundo.".
Ela demonstra vida.
A vida que eu quero.
Ela custa 30 dólares. Sinto muito.
Converso com a Linda, ela fica sabendo que estou hospedada na casa da minha host family (que já comprou muito e gastou muito em suas imagens). Eu compro uma pequena imagem. De uma pequena criança. Com uma grande alma, um grande olhar. 5 dólares. Mais acessível também.
Dou o dinheiro. Ela me da um presente. Para eu levar para o Brasil. Em partes, pela contribuição da minha host family. Em partes, porque tinha que ser assim.



Conheci ainda outra mulher, que vendia chocolates caseiros e organicos e naturais. Gostosos. Não tanto quanto os meus. Haha. Ela era legal também.Mas, estava maravilhada..
Eu tinha o mundo nas minhas mãos.
Voltando para a casa, mais junk food, mais chocolate, mais filme (dentro do carro mesmo). Saímos um pouco para o ferry, tiramos fotos.

Na volta para casa, paramos em uma comunidade hippie. Cheia de coisas mágicas. Cheia de vida. Acho que estou transbordando de tanta vida que estou encontrando.

Comprei um catador de sonhos. Minhas energias não podiam estar melhores.



Fomos buscar o Noah na casa da tia. A tia que cozinha bem de acordo com a Kim.

E não é que é verdade? Totalmente verdade por sinal.

Comi, comi muito.

Choveu. Fez sol.

Vi um arco-irís.

Vi um do lado do outro.

Eu vi.

Eu vi a vida chegando.

E eu lá, vivendo..

6 comentários:

Nana disse...

ah, que linda cah!
e esse vicio em chocolates hein?! hahahaha
a praia é realmente bonita, nao sei explicar esse contraste da pedra com o ceu e o mar...
enfim, adorei!
beeijos

Nilza Beatriz disse...

adoreeeei esse post carol, muito lindo tudo *-*

Nilza Beatriz disse...

adoreeeei esse post carol, muito lindo tudo *-*

carla disse...

ai como voce é gay carolina
e o seu mini-mural é divertido e legal, nao bonito e legal ok
OK
mande beijos pro meu futuro marido por mim (noah)
e saudações para david, o alce

Anônimo disse...

tudo muito lindo... tanta vida que posso sentir...

Fátima Reis disse...

Li e reli suas postagem. É uma forma muito doce de senti-la mais perto. Suas palavras são deliciosas. Você é uma luz na vida de todos que tiveram a sorte de encontrá-la pelo caminho. O seu "estar" no mundo é muito real, intenso e divertido. Um pouco de muitas coisas. É muito bom poder ver o mundo através dos seus olhos e do seu coração. Como um bom livro. Você sabe. Amor, saudade.
Bjs, bjs.