sábado, 11 de setembro de 2010

O brilho das pessoas é bem maior!

Bom, a primeira semana se passou, pelo menos é o que parece.
Tenho que admitir que depois do primeiro dia de pizza, bolo e vida mansa, as coisas se complicaram.
Começamos a fazer o que nós realmente temos que fazer aqui: ir para a escola, e TER AULAS. Sem comer pizza ou bolo. Aliás, se quiser, está bem servido também, por 3 dólares cada pedaço, claro!
Quatro aulas por dia, 1h30 para cada aula. Quantas aulas nós temos ao todo? QUATRO! Ou seja, as quatro MESMAS matérias todos os dias. Aulas até as 3h. Começam as 8h. Estou me cansando só de falar.
Isso tudo sem contar as mil trocas de aulas que fiz.
A única escolha totalmente certa que tomei - pelo que parece até agora - foi entrar para o grupo de teatro da escola. Ah, eu já mencionei que é um musical?
Pois é.
Você leitor, que nunca me viu cantando OU dançando, deve estar achando isso uma ótima ideia. Mesmo porque, não fui eu mesma que fiquei cantando pelas ruas de Nanaimo na terça feira? Dançando até.. É meu querido, mas, você pensa isso porque nunca me viu fazendo tudo isso. Ou melhor, ouviu!
Se tivesse ouvido, já teria dito que eu devo fugir desse curso. Ou esse curso deve fugir de mim né, não sei..
Bom, de qualquer jeito não vou desistir. Essa é uma ótima oportunidade para eu desenvolver meu dom (que eu sei que tenho). Ou para perceber que realmente não tem jeito, não posso cantar. Ou simplesmente para ATUAR!
É, é uma das minhas paixões. Um dos sentidos da minha vida.
Bom, outros sentidos são vocês. E nessa LONGA semana eu realmente percebi isso. Como toda essa coisa de ficar longe de todo mundo pode ser difícil. Principalmente quando você tem 4 aulas por dia. Quatro chatas aulas por dia.
Mas, felizmente, todo ser humano é mágico, único.
Estou conhecendo alguns por aqui, que coincidentemente são brasileiros (opssss Rafa!). Mas, acho que seria digno dedicar uma boa parte de tudo isso a minha host family.

Vou explicar porque..

Ontem foi um dia triste.
Gostaria de dizer que todo dia é feliz. É bonito. É azul. Mas, não posso. Sou muito verdadeira nas minhas palavras.
Porém, também sou verdadeira quando digo que posso tentar enxergar a beleza no céu cinza, ou no dia feio.
Esse lugar está me ensinando a tentar isso, a tentar..

Talvez conseguir, talvez não.
Tudo depende do destino.
Tudo depende de você.

Eu sei que tenho esse poder. Mas, as vezes é difícil compreender esse tipo de coisa. Principalmente quando os dias estão difíceis e as pessoas que você mais ama estão distantes.
Sua vontade é voltar, voltar pra elas. Porque os dias ficam mais fáceis ao lado delas. O simples fato delas estarem lá torna tudo mais fácil.
E aí você começa a ficar cada vez mais e mais triste e parece que você vai explodir se não tê-las ao seu lado, com você. Tudo é motivo de lágrimas.
Se fossem só lágrimas estava ótimo. Mas o problema é que quando elas vêm, parece que estão alarmando uma futura explosão. Uma explosão de você mesmo. Do seu coração talvez.
Mas depois de chorar, chorar, chorar, você percebe que seu coração continua batendo. Você continua vivo.
Os dias difíceis continuam.
Mas, lentamente, eles vão se tornando mais fáceis. Você conhece pessoas. Você vê as pessoas que estão ao seu redor por todo esse tempo. Elas podem não ser aquelas que deixam tudo mais fácil. Contudo, podem se tornar. Se você permitir.
Elas não vão ocupar o lugar de ninguém.
Mesmo porque, cada um tem um lugar no seu coração.
E, como ele parece não ter explodido, está tudo em seu devido lugar.

Então, por que não deixar um pouco de amor entrar?

Você percebe que tem muito amor dentro de você ainda, mesmo depois de tantas lágrimas. Talvez até por causa delas. Percebe que as suas pessoas continuam suas. Que quando você ouve a voz delas, a voz delas ainda ecoa dentro de você, as palavras delas ainda são suas.
Só que como um bônus, você agora tem novas pessoas, novas vozes, novas palavras.
O dia se torna mais fácil. Tudo se torna mais fácil.
Essas novidades podem vir de dentro de você. De você mesmo. Da sua força interior, do seu corpo e da sua alma. Do seu espírito. Da sua paz.
Essas novidades podem vir de fora. De pessoas que te abrigam, te confortam. Encontrei isso em algumas pessoas por aqui. E parece que agora estou mais segura. Eles me seguram.
Essas novidades podem vir de qualquer lugar, de qualquer um..

Basta que venham.

É isso, pessoal.
Por fim, estou bem. Muito bem!

Sessão de fotos (curta hoje, como de costume - esse costume vai mudar, tenham paciência!)
Esse é o pequeno pessoal que veio do Brasil comigo.. 35 brasileiros em uma cidade de 77.000 habitantes é um número razoável.
Ou não.

4 comentários:

Rafael disse...

Ca esse foi o melhor texto que voce ja escreveu!
Força nesse momento!!!

Malu disse...

Pizza pizza é um otimo almoço mana :D
Vai passar, eu prometo que vai. As coisas ficam mais faceis com o tempo, tenta sempre ter alguma coisa pra fazer e só ir pro seu quarto quando nao tiver mais nada, eles sao deprimentes...vai da tudo certo!

Diário do Gago disse...

que lindo cah, muita sorte aí. e quero ver você cantando e dançando no musical!
beijos. <3

carla disse...

HAHAHHAHAHA UM MUSICAL HAHAHAHAHAHAHAHHAHAHA esse texto é o mais engraçado do seu blog, adorei.











tá chega de piadinha mas POR FAVOR filma esse musical, ou pelo menos a parte que voce aparece, EU PRECISO VER ISSO

sabe, ver o dom, que eu sempre soube que voce tinha, se revelar ;)

e relaxa que só foi uma semana ta? se voce continuar chorando assim mais uma ou duas, logo voce desidrata e o problema acaba hehe

brincs vai num show do alexis que tudo se resolve

peixos